Tel: +(238)2608000
Fax: +(238)2622660
Sabado, 22 de Janeiro 2022
CNE entrega relatório de atividades de 2020

A Presidente da comissão nacional de eleições, que entregou hoje nas mãos do Presidente da Assembleia Nacional, o relatório de atividades referentes ao ano de 2020, afirmou que o mesmo destacou em grande parte, os assuntos decorrentes das eleições municipais transatas.

 

Maria do Rosário Gonçalves, lembrou que apesar de ter sido um ano fustigado pela pandemia, que afetou, naturalmente, o escrutínio, os partidos políticos e os grupos de cidadãos foram capazes de ultrapassar as dificuldades ou complexidades adicionais trazidas pela covid-19.

 

A responsável por este órgão externo do Parlamento, acrescentou ainda que o grande destaque deste relatório no que concerne às eleições vai diretamente para os eleitores que mais uma vez deram grande exemplo de maturidade democrática.

 

Lembrou ainda que dada a dispersão das ilhas, houve alguns constrangimentos em tornar possível o ato eleitoral em todas as assembleias de voto: “Tivemos muitas dificuldades em conseguir fazer a composição das mesas, que parece um assunto aparentemente simples, mas que, dado ao contexto da pandemia, tivemos muitas desistências e resistências das pessoas em comparecerem para assumirem funções nas mesas de votos”.

 

Avançou também que houve uma adesão de oficiais da CNE, de 2020, 58,4% dos inscritos nos cadernos eleitorais contra 41,60% que se abstiveram, sendo a maior taxa registada no município da Praia, com 55,6%, seguido da ilha do Sal (44,4%), São Vicente (43,4%) e São Miguel (41,3%), em Santiago, sendo que a menor abstenção (26,1%) se verificou em Santa Catarina do Fogo, seguido de São Lourenço dos Órgãos (26,8%), São Domingos (27,2%), Paul (28,5%), Ribeira Grande de Santiago (29,1%), São Salvador do Mundo (31,7%), Tarrafal de S. Nicolau (32,8%), Mosteiros (33,1%), Tarrafal (33,2%), Porto Novo (33,5%), Ribeira Brava (33,7%), Ribeira Grande (33,9%), Santa Catarina (37,2%), Boa Vista (37,9%), São Filipe (38,1%) e Brava (39,0%).

 

Relativamente à distribuição das câmaras, relata que ficaram assim ordenadas: Movimento para a Democracia 14 câmaras municipais e o Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV-oposição) conquistou oito.

@ Copyright 2014. Assembleia Nacional de Cabo Verde, Design and Architecture by Technician programmer of ANCV . Optimizado para 1024x786
Todos os direitos reservados webmaster